PREVENÇÃO E FATORES DE RISCO
Atividade física
Tabagismo
Alimentação
Peso corporal
Hábitos sexuais
Fatores ocupacionais
Bebidas alcoólicas
Exposição solar
Radiações
Medicamentos
 
ACESSO À INFORMAÇÃO
CÂNCER
O que é
Prevenção
Tipos de Câncer
Tratamento
Transplante de Medula
Cuidados Paliativos
Orientações ao Paciente e Familiares
Redes
INCA
Sobre o Instituto
História
Transparência Pública
Voluntariado do INCA
Como ser atendido no INCA
AÇÕES E PROGRAMAS
O que é
Agenda Estratégica
Programas e Ações no Brasil
Cooperação Internacional
Datas Institucionais
ENSINO E PESQUISA
Educação em câncer
Ensino
Pós-graduação stricto sensu
Pós-graduação lato sensu
Ensino técnico
Educação a distância
Pesquisa
Comitê de Ética em Pesquisa
COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO
Comunicação em Câncer
Agência de Notícias
Sala de Imprensa
INCA na Mídia
Rede de Bibliotecas
Publicações
ESTATÍSTICAS DO CÂNCER
 

Fatores ocupacionais

A má qualidade do ar no ambiente de trabalho é um fator importante para o câncer ocupacional. A exposição dos trabalhadores ao ar poluído, durante oito horas por dia, traz riscos para a saúde.

São exemplos de agentes cancerígenos em ambiente de trabalho:

• Amianto encontrado em materiais como telhas e caixas d´água

• Aminas aromáticas, utilizadas como intermediárias na produção de corantes e pigmentos e ou como pigmentos propriamente. São também usadas como intermediárias nas indústrias farmacêutica, química têxtil e fotográfica, na fabricação de borracha e em produtos cosméticos

• Agrotóxicos

• Metais como arsênio, berílio, cadmio, cromo e níquel

• Formaldeído, muito utilizado em resinas sintéticas, fenólicas, uréicas e melamínicas nas indústrias de madeiras, papel e celulose; em abrasivos, plásticos, esmaltes sintéticos, tintas e vernizes; na indústria têxtil e de fundição; em adesivos, isolantes elétricos, lonas de freio

• Benzeno, encontrado no óleo cru, na gasolina e na fumaça do cigarro. Utilizado como intermediário na produção de plásticos, resinas e algumas fibras sintéticas, bem como na produção de borrachas, lubrificantes, tintas, detergentes e agrotóxicos

O câncer provocado por exposições ocupacionais geralmente atinge regiões do corpo que estão em contato direto com as substâncias cancerígenas, seja durante a fase de absorção (pela pele ou aparelho respiratório) ou de excreção (aparelho urinário), o que explica a maior frequência de câncer de pulmão, de pele e de bexiga nesse tipo de exposição. O amianto (asbesto) tem o mesotelioma de pleura como neoplasia maligna especificamente relacionada a essa exposição.

Veja alguns exemplos de agentes químicos e físicos e a relação com os locais primários dos tumores:

Agentes químicos/físicos Tipos de câncer relacionados
Amianto/Asbesto Pulmão, mesotelioma, laringe, ovário
Aminas aromáticas Bexiga
Benzeno Leucemia
Formaldeído Nasofaringe, leucemia
Benzidina Bexiga
Berílio e seus compostos Pulmão
Alumínio e seus compostos Pulmão, bexiga
Arsênico Pulmão, pele e bexiga
Cádmio Pulmão
Compostos de níquel Pulmão e seios paranasais
Fuligem Pulmão, pele
Cromo e seus compostos Pulmão
Borracha Medula óssea e bexiga
Pó de madeira Seios paranasais
Radônio Pulmão
Radiação solar Pele
Tinturas de cabelo Bexiga
Material de pintura Pulmão, bexiga

Saiba mais:

- Como prevenir o câncer ocupacional

Copyright © 1996-2016 INCA - Ministério da Saúde
Praça Cruz Vermelha, 23 - Centro - 20230-130 - Rio de Janeiro - RJ - Tel. (21) 3207-1000
A reprodução, total ou parcial, das informações contidas nessa página é permitida sempre e quando for citada a fonte.
Gerenciado pelas divisões de Comunicação Social e Tecnologia da Informação